Tás bem Cornell?

Já ouviram o tema homónimo do novo álbum? “Sream” é tão rasca tão rasca que eu ainda não me acredito no que aconteceu a um dos ídolos da minha adolescência.

Soundgarden foram brutais, Cornell a solo no Euphoria Morning também rodou bastante, Audioslave era excessivamente mainstream mas não considero que tivesse sido algo negativo, mas ultimamente o homem anda com os fusíveis avariados. Não digo que não se experimente coisa novas evitando assim a repetição, nem quero os Soundgarden de volta, mas Chris Cornell a soar a Old Republic NÃO obrigado. Preferia não ter ouvido, que tristeza…

Comentários

Comentar
  1. Scapegoatt

    Eu não tenho seguido a carreira dele a solo. E Audioslave tb nunca me atraiu. Prefiro então não ouvir, e ficar com as boas memorias de temas como “Rusty Cage”, “Jesus Christ Pose”… de Soundgarden….

  2. Scapegoatt

    Ha!! E na primeira fase dos carreira deles, nunca os considerei grunge. Assim como Alice in Chains.

  3. Diogo

    André, vai ao Youtube e vê o novo single deste album. Chama-se Part of Me. O Chris Cornell a imitar o Enrique Iglesias.

  4. gangrena

    Eu sempre disse que Audioslave era um erro da natureza, a intenção foi boa, a juntar Rage Against the Machines com o Cornell, mas resultou muito pouco.
    Nunca gostei dele sozinho, e o ter lido “One Republic” foi o desligar no meu interruptor de interesse no Chris Cornell.
    Soundgarden, you were freaking epic.

  5. Gomes

    o homem anda meio passado das ideias, parece que bateu com a cabeça e foi o timbaland que o socorreu… :|

  6. Vincent Moon

    o chato é as músicas ficarem na cabeça. e morbidamente, acho piada à ground zero.