The Great Deceiver – Life is Wasted on the Living [2007]

Como eu curto esta malta! A Deathwish Inc, co-fundada por Jacob Bannon, é a nova editora dos The Great Deceiver. O nosso amigo Tomas Lindberg aka Tompa aka o gajo dos At the Gates, também presta serviço vocal nos Disfear. O novo disco dos Disfear está para breve e teve a produção a cargo Kurt Ballou.

A julgar pela sonoridade e até pelo próprio trabalho gráfico, este é o disco certo para os The Great Deceiver estarem na Deathwish. O ritmo mais acelerado e frenético de Life is Wasted on the Living contrasta com a toada mid-tempo da generalidade do material anterior. As composições são muito mais directas e nesse aspecto estão mais próximas do conceito Disfear. A veia punk/hardcore está mais saliente do que nunca e a ponta cibernética foi descartada, restando os efeitos, delays e ruídos das guitarras com tonalidades mais pós-industriais. Salvaguardando as mudanças rítmicas, o único tema que entra em colisão com o resto do disco é Discontent, bem mais introspectivo, mais longo e com a cadência Sludge/Doom que não lhes é estranha. Este é sem dúvida o trabalho mais violento [experimente-se Running with scissors] que já fizeram mas não é por isso que incorpora menos melodia, e, se anteriormente nunca fez sentido associá-los aos At the Gates apenas por serem liderados por Lindberg, há por aqui um inegável aroma melódico que se fica a dever em parte à utilização do léxico da NWOSDM, particularmente em temas como Lifeline lost e 21st century heartburn. Life is Wasted on the Living continua a exploração crossover e é integralmente viciante.

Comentários

Comentar
  1. PoisonGodMachine

    O Tomas Lindberg é uma boa voz da cena death sueca… mas continuo sem perceber o porquê deste estatuto quase “de culto”.
    Isto porque, cada vez que alguém me vem falar duma cena qualquer onde ele entra, arregala sempre os olhos, tipo “o Tomas Lindberg!….

    E eu, “ya, fixe… e?

    Isto completamente à parte deste álbum. Foi só um comentário que me ocorreu… =P

  2. Crestfall

    Para quem acha que o gajo está lá, é normal :-p
    Os projectos em que ele participa geralmente têm qualidade, não?

  3. PoisonGodMachine

    Não disse o contrário, mas ouço quase sempre enfatizarem-no a ele e não aos projectos. Quase como que os projectos valessem a pena praticamente só por ele participar.

    Mas ok, até compreendo, quando isso vem de pessoal que está mais atento do que eu àquilo que ele vai fazendo.

    É como se alguém me vier falar num qualquer novo projecto onde entre o Steven Wilson, por exemplo. =)

  4. Crestfall

    Ehehe lá está, se te disserem que o Steven Wilson vai colaborar no novo disco da Ala dos namoradas até eras gajo para o ouvir.