Tim Hecker @TAGV, Coimbra 06-10-2007

Continuo a achar que há falta de criatividade e meios para este tipo de concertos. Colocar um músico deste género num palco enorme de uma sala enorme não é o mais indicado. É evidente que isto não é uma crítica ao excelente trabalho que os responsáveis têm vindo a fazer em Coimbra mas sim uma opinião pessoal. Outra coisa que não me agradou foi o facto de o som sair apenas pelas colunas do lado direito do palco, coisa que por mais que tente não ser picuinhas afectou-me. MAS, o que interessa é que Tim Hecker não falhou. Encantou-nos e relaxou-nos com as suas ambiências, ruídos e metamorfoses sonoras durante cerca de 45 minutos. Mal dei pelo tempo a passar de tão bom que foi. Era uma sala vazia, escura e melancólica (aqui também por culpa da própria música) mas valeu. Penso que os poucos que se deslocaram ao Teatro Académico Gil Vicente saíram satisfeitos. Eu saí, e resta-me dar os parabéns aos organizadores. Tirando Lisboa (é o que dizem) parece que todas as cidades sofrem do mesmo: falta de público.

Comentários

Comentar
  1. Crestfall

    Passou algum filme, não? :-) Falta de público… Se fosse aqui ainda teria ido relaxar um bocado, mas nem me lembrava que era este fds :-s

  2. João

    em lisboa foi o mesmo… tocou 33 min exactamente e ai tambem kuase de certeza… ele esta a fazer o mesmo act em toda a tour..nos tivemos direito a sample de isis eheheh :D biosphere no eme tambem foi bom…mesmo assim mosaik foi melhor e hecker foi melhor :) os gajos k abriram o hecker era a merda mais indiscritivel de smp …visto k era mauzinho…

  3. ::Andre::

    foi mais que meia hora. entramos na sala às 21h30 e saímos às 22h20, não houve secas nem nada…

    sábado há fennesz….

  4. Crestfall

    €40 para o agregado familiar ver Fennesz… Não sei se vou.