Último AMPLIFICASOM do ano é HOJE

“Ainda é cedo para perceber se Cameron Stallones, um texano da Califórnia, vai marcar a década. Mas de duas coisas podemos estar certos: este senhor que assina como Sun Araw tem no currículo um fabuloso trio de discos (Beach Head, de 2008, Heavy De…eds, de 2009 e “On Patrol”, 2010); e a sua música não se limita a reproduzir uma atracção pelos detritos da música pop (como tantos hoje em dia). Não lhe interessa o método, a arqueologia, as vozes abafadas pelo tempo. O que ele quer é fazer canções.

Longas, menos longas, saturadas de loops, acordem, ecos. Colagem incessante e obsessiva de dub, blues, funk, pop, afro, blues. Whatever. Chamemos-lhe pós-pop. Porque não? Trata-se de música para as massas feita a partir do quarto da casa, música que nasce depois do nascimento dos Animal Collective, música que também se faz com cinema (Tarkowski? Carpenter?). Música que reconhece a História da pop. E que ainda não se esgotou. O que Heavy Deeds tinha de intensidade e grão, “On Patrol” tem de cor e sensualidade. As melodias chegam mais facilmente à superfície e cada som tem uma função definida. Mesmo quando parecem perdido ou entregue a uma deriva. Ouçam “Deep Cover” ou “High Slide”. Nota importante: há poucos discos em 2010: “City of Straw”, dos Sightings, uma colectânea assinada pelo duo Hype Williams, “Eve” dos UFOmammut. E “On Patrol”, de Sun Araw. Matéria-prima para um dos concertos do ano. Abrasivo e cósmico.”

JM

Comentários

Comentar