As Guitarras do Ângelo: os amplificadores Orange

A guitarra:

Tal como na semana passada, vou aldrabar ligeiramente o assunto da rubrica e escrever não sobre as guitarras em si, mas sobre amplificadores. Isto porque não poderia deixar de me debruçar um pouco sobre os Orange.

Generalidades aborrecidotécnicas:

Fundada em Inglaterra no ano de 1968 por Clifford Cooper (felizmente ainda entre nós) que decidiu baptizar o seu produto com o nome Orange visto o laranja ser a sua cor preferida. E, claro, os amplificadores são revestidos com tolex dessa mesma cor – embora existam também algumas versões em branco ou em negro. Pouco tempo antes Clifford fundara também os estúdios de gravação Orange Studios e também uma loja de instrumentos.

Onde é que já o ou|vimos:

Atrevo-me a dizer que a Orange é a marca preferida de uma boa parte dos guitarristas da cena doom/stoner/sludge. Sendo assim ou/vimo-los nos discos e concertos de bandas como Mastodon, Baroness,  Kylesa, Down, Torche, The Sword, Clutch e, claro, os japoneses Boris. Entre muitos outros artistas que se valem destes amplificadores vemos também os The Dillinger Escape Plan, os Converge e qualquer banda onde entre o Omar Rodriguez-Lopez. Cá em Portugal não faltam também exemplos, destacando-se os Men Eater por serem endorsees da marca.

Até para a semana:

\m/

 

 


Comentários

  1. anónimo crl diz:

    Também há oranges em blood red, agora!!

  2. ty diz:

    Não sabia, mas agora quero um!!

  3. Sergio Rodrigues diz:

    Infelizmente, não tenho nenhum mas já tive a oportunidade de experimentar quer um cabeço “High Gain” quer um pequeno combo a válvulas (não sei as referências ao certo). Para quem aprecia a riqueza do som de um amplificador a válvulas, pode contar destes meninos com um som encorpado, quente e que responde com categoria às dinâmicas de quem toca e ao bricar com o volume da guitarra… está na minha lista de “um dia hei-de ter um”

  4. Joao diz:

    E os Mogwai e os seus “Green”? Resultantes, claro está da sua obsessão pelo Celtic de Glasgow :P

    Já que das guitarras se passou pelos baixo(s) e agora amps, que tal pickups EMG? :P clássico também