“Festival portuense Amplifest vende 31% de bilhetes para o estrangeiro”


O Amplifest, evento musical que assinala a quarta edição no próximo fim de semana, no Hard Club, no Porto, vendeu perto de um terço dos bilhetes para países estrangeiros, desde Espanha a Israel, disse a organização à Lusa.

Segundo dados disponibilizados pelo organizador do Amplifest, André Mendes, já foram vendidos bilhetes “de Bragança a Portimão passando inclusive pelas ilhas”, com a percentagem de entradas vendidas para o estrangeiro a fixar-se nos 30,87%, número próximo do obtido em 2013: “Nestes 30% incluem-se países como Espanha, Itália, Alemanha, Bélgica, Holanda, Inglaterra, Irlanda, Suíça, Finlândia, Áustria… até Israel”.

Incrivelmente, há um par de horas vendemos um bilhete para São Petersburgo, Rússia… Obrigado a todos por nos ajudarem a espalhar a palavra! Notícia aqui.

Pharmakon: Visceralidade real


Prestes a lançar Bestial Burden, segundo álbum pela Sacred Bones, e, mais importante do que isso, a dias de actuar no Hard Club, no Porto, no âmbito do Amplifest, Margaret falou-nos de noise, da morte e da operação a que se sujeitou no ano passado e que a obrigou a cancelar o concerto no Amplifest de 2013. O programa do evento da Amplificasom atribui-lhe 30 minutos na Sala 2 do Hard Club. Há que aproveitar cada segundo.

Excelente entrevista no Bodyspace.