Revolução de Jasmim

Conheço a Tunísia de Norte a Sul. Das duas vezes que lá fui, estive em sítios que marcam qualquer viagem: a Medina e a confusão de Tunes, a histórica Cartago, a belíssima e ofegante Sidi Bou Said, a Grande Mesquita de Kairouan, o arrepiante Coliseu de El Jem, a cinemática e troglodita Matmata, as praias de Monastir e Hammamet, o deserto do Sahara, o também cinemático oásis Chebika, o enorme e mitológico lago salgado Chott El-Jerid… É um país fascinante e apesar de todas as dificuldades que poderão advir desta revolução, vejo-a como o início de algo. A sério, pensem comigo: o povo deitar abaixo uma ditadura… árabe? Haja esperança para que os vizinhos se inspirem.

Comentários

Comentar